Email: Senha: Encerrar sessão
Brasil, Adicione aos Favoritos Definir como P�gina Inicial
  Home
  Cadastro
  Notícias
  Consulta Tít. Eleitor
  Guia do Eleitor(TSE)
  Como Votar(TSE)
 -Eleições 2018
  Calendário Eleitoral
  Cand. Presidente
  Cand. Governador
  Cand. Senador
  Cand. Dep. Federal
  Cand. Dep. Estadual
 - Links Governos
  Senado Federal
  Câmara Federal
  Ass. Legislativas
  Governos Estaduais
  Prefeituras
  Câmaras Municipais
  TSE
  Lista TREs
 -PolíticaBR
  Famigos
  Matérias
  Sua Mensagem (Novo)
  Dúvidas
  Links
  Utilidade Pública
  Classificados
  Seu Curriculum
  Fale Conosco
  Hospedagem de Sites
  Politica de Privacidade

div>
Enquete

No se trata de Pesquisa Eleitoral, conforme art. 33 da Lei no. 9.504/97, mas de mero levantamento de opinies, sem controle de amostra, sem uso de mtodo cientfico para sua realizao, dependendo, apenas, da participao espontnea do interessado.

Se as Eleies Fossem hoje, em quem votaria para Presidente?

Lula
Fernando Henrique
Dilma Rousseff
Antony Garotinho
Jos Serra
Acio Neves
Ciro Gomes
Fernando Gabeira
Marina Silva
Heloisa Helena
Qualquer outro menos estes
Vou Anular meu Voto
Vou votar em Branco


 
Ver Resultados

Registre seu dom�nio
www.
By Nomer.com
 
 
Publicidade
Jornal Correio Popular

Jornal Correio Popular
 
Notícias - 04/11/2013

PMDB quer disputar Presidncia em 2018, diz Raupp

O presidente nacional do PMDB, senador Valdir Raupp (RO), afirmou nesta segunda-feira, 4, que o partido pretende encabear a disputa presidencial de 2018. Para isso, a legenda, principal aliada do PT no governo federal, adotar a estratgia de disputar os Executivos estaduais na maior parte do Pas no ano que vem, inclusive contra candidatos do atual parceiro.

"Minha vontade lanar candidatos em todos os estados. Vamos lanar em pelo menos 18 a 20, para eleger dez. A ideia preparar um candidato para 2018", disse, em discurso durante reunio de peemedebistas na capital mineira. De acordo com o senador, a "tendncia ser confirmada na conveno a reedio da aliana Dilma-Michel", mas o acordo no ser imposto aos diretrios estaduais, ao menos no primeiro turno. "Os Estados tm liberdade total para montar suas chapas e lanarem suas candidaturas. Prprias ou coligao. Se a vontade do PMDB for de candidatura prpria, ter candidatura prpria", disse.

Apesar de o presidente do PMDB afirmar que a tendncia o partido confirmar na conveno nacional no ano que vem "a reedio da aliana Dilma-Michel", o senador Roberto Requio (PR), tambm presente ao evento desta segunda, defendeu a ruptura da parceria com o PT e o lanamento de candidatura prpria Presidncia j no ano que vem. Para o parlamentar, o PMDB j teria condio de encabear a disputa em 2014, pois a legenda tem "o vice-presidente (Michel Temer) e os presidentes da Cmara (o potiguar Henrique Eduardo Alves) e do Senado (o alagoano Renan Calheiros)". "Mas no nos reunimos para elaborar uma proposta", admitiu.

Requio ainda fez duras crticas aos governos do ex-presidente Luiz Incio Lula da Silva e da presidente Dilma Rousseff que, segundo ele, atraram o "capital vadio" para o Pas e declarou, tambm em discurso, que a aliana com o PT "pode afundar definitivamente a economia do Pas". Mas Raupp amenizou as declaraes do correligionrio alegando que o "estilo" do colega " esse mesmo" e que so "crticas construtivas".

E avaliou que invivel para o partido encabear a disputa nacional em 2014 pois "no h tempo de preparar uma candidatura prpria Presidncia da Repblica". "Temos que disputar essa eleio em aliana em 2014 e a sim preparar um nome, seja de So Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais ou qualquer outro Estado do Brasil para disputar a Presidncia da Repblica em 2018", concluiu.





Este site é melhor visualizado com o Internet Explorer 8.0 ou Superior e resolução 800x600.
Política de Privacidade - PoliticaBR 2004-2016 - Todos os direitos reservados