Email: Senha: Encerrar sessão
Brasil, Adicione aos Favoritos Definir como P�gina Inicial
  Home
  Cadastro
  Notícias
  Consulta Tít. Eleitor
  Guia do Eleitor(TSE)
  Como Votar(TSE)
 -Eleições 2018
  Calendário Eleitoral
  Cand. Presidente
  Cand. Governador
  Cand. Senador
  Cand. Dep. Federal
  Cand. Dep. Estadual
 - Links Governos
  Senado Federal
  Câmara Federal
  Ass. Legislativas
  Governos Estaduais
  Prefeituras
  Câmaras Municipais
  TSE
  Lista TREs
 -PolíticaBR
  Famigos
  Matérias
  Sua Mensagem (Novo)
  Dúvidas
  Links
  Utilidade Pública
  Classificados
  Seu Curriculum
  Fale Conosco
  Hospedagem de Sites
  Politica de Privacidade

div>
Enquete

No se trata de Pesquisa Eleitoral, conforme art. 33 da Lei no. 9.504/97, mas de mero levantamento de opinies, sem controle de amostra, sem uso de mtodo cientfico para sua realizao, dependendo, apenas, da participao espontnea do interessado.

Se as Eleies Fossem hoje, em quem votaria para Presidente?

Lula
Fernando Henrique
Dilma Rousseff
Antony Garotinho
Jos Serra
Acio Neves
Ciro Gomes
Fernando Gabeira
Marina Silva
Heloisa Helena
Qualquer outro menos estes
Vou Anular meu Voto
Vou votar em Branco


 
Ver Resultados

Registre seu dom�nio
www.
By Nomer.com
 
 
Publicidade
Jornal Correio Popular

Jornal Correio Popular
 
Saiba mais Clicando aqui
Notícias - 23/02/2011

Senado define nesta quarta o novo salrio mnimo

O plenário do Senado vota na tarde desta quarta-feira (23) o projeto de lei que estipula o valor do novo salário mínimo. De autoria do Executivo, a proposta aprovada na Câmara na quarta-feira passada fixou o valor em R$ 545. Se nenhuma mudança for feita no texto  original, a proposta será enviada para sanção da presidente Dilma Rousseff.

Por ter tido o regime de urgência aprovado pela Mesa por meio de um acordo de líderes, a proposta não vai precisar passar pela análise da Comissão de Constituição e Justiça do Senado. A votação está marcada para começar às 16h.

A exemplo do que ocorreu na Câmara, a bancada do DEM deve apresentar uma emenda elevando o salário mínimo para R$ 560. O PSDB deve propor um mínimo de R$ 600, e o PSOL anunciou que vai apresentar uma emenda fixando o mínimo em R$ 700.

Apesar das propostas da oposição, a expectativa é que o projeto do Executivo seja aprovado no Senado sem modificações. “É natural [o clima de 'já ganhou']. O governo tem maioria esmagadora. Não vamos gerar expectativas de que vamos derrotar o governo. Vamos apresentar as nossas teses e defender nossas propostas, mas o governo tem a maioria”, disse o senador Alvaro Dias (PSDB-PR), líder tucano no Senado.

Nesta terça-feira (22), as bancadas estiveram reunidas traçando estratégias para a votação. O PT e o relator do projeto no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), trabalham para ter o apoio integral da base governista.

A bancada do PT se reúne ainda na manhã desta quarta para tratar do tema. No encontro, o senador Paulo Paim (PT-RS), que chegou a defender uma antecipação de R$ 15 no valor do salário mínimo para 2011, deve anunciar como vai votar. Na Câmara, dois deputados do PT votaram contra a proposta do governo.

Diante da possível aprovação do projeto do governo, Paim e as centrais sindicais já começam a articular as negociações em torno das propostas pós-aprovação do salário mínimo. A principal delas, defendida pelo senador, é a reposição das perdas salariais pelos aposentados e a aprovação do fim do fator previdenciário, que já foi aprovado pelo Congresso no ano passado, e vetado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.





Este site é melhor visualizado com o Internet Explorer 8.0 ou Superior e resolução 800x600.
Política de Privacidade - PoliticaBR 2004-2016 - Todos os direitos reservados